Siga:

5/7/201607:04:04

Índice CEAGESP cai 2,87% em junho


No semestre, o indicador acumula alta de 8,75% e, nos últimos 12 meses, a elevação de preços atingiu 23,13%.

- Descrição do Índice

A redução no consumo também afeta o setor de frutas nesta época do ano. Com boa qualidade e oferta preservada, os preços do setor caíram 7,51%. As principais quedas foram do mamão papaya (-55,3%), limão taiti (-44,65), manga tommy (-40,3%), mamão formosa (-34,8%) e maracujá azedo (-25,6%). As principais altas foram da banana nanica (25,9%), pera estrangeira rocha (17,7%) e abacaxi pérola (9,1%).

O setor de legumes registrou alta de 4,10%. As principais elevações foram da abobrinha italiana (93,7%), pimentão vermelho (61,1%), abobrinha brasileira (55,5%), pimentão amarelo (54,7%) e pepino japonês (49,3%). As principais quedas foram da cenoura (22,2%), beterraba (-14,3%), abóbora japonesa (-12,3%), ervilha torta (-11,3%) e chuchu (-11%).

O setor de verduras subiu 16,25%. As principais elevações foram da alface crespa (103,6%), alface lisa (93,9%), alface americana (87,3%), rabanete (66,7%), escarola (49,1%) e espinafre (41,9%). As principais quedas foram da salsa (-36,9%), erva-doce (-21%), salsão (-20,8%), cebolinha (-16,6%) e brócolis (-13%).

O setor de diversos aumentou 1,47%. As principais altas foram do coco seco (27,1%), batata lisa (16,5%) e alho argentino (7,6%). As principais quedas foram da cebola nacional (-27,4%), canjica (-4,1%) e amendoim (-1,7%).

O setor de pescados registrou queda de 3,87%. As principais baixas foram da anchova (-25,4%), polvo (-17,3%), atum (-13,1%) e tainha (-11,2%). As principais altas foram da sardinha (29,3%), corvina (15,9%), lula (11,6%) e espada (9,1%).

- Tendência do Índice

O Índice de preços da CEAGESP apresentou queda de 2,87% em junho. Mesmo com as adversidades climáticas (excesso de chuvas e geadas) nas regiões produtoras do sul e do sudeste, esta foi a terceira baixa consecutiva.

As chuvas ininterruptas registradas no final de maio e início de junho com posteriores geadas e temperaturas extremamente baixas, prejudicaram diversas culturas, notadamente verduras e legumes mais sensíveis. Nota-se que este é um período com retração acentuada no consumo destes setores, portanto, eram esperadas fortes reduções de preços, que acabaram não acontecendo.

O volume comercializado no entreposto de São Paulo caiu 10,5% em junho de 2016. Foram comercializadas 245.142 toneladas ante 273.899 negociadas em junho de 2015. No acumulado do semestre foram negociadas 1.584.583 toneladas em 2016 ante 1.672.110 no mesmo período de 2015. Queda de 5,23%.


Junho - 2016

CategoriaÍndice %
Geral-2,87
Frutas-7,51
Legumes4,10
Verduras16,25
Diversos*1,47
Pescados-3,87




Enviar para um amigo

Mensagem enviada com sucesso!

Seu Nome:
E-mail do Amigo:

Comunicar um erro

Mensagem enviada com sucesso!

Seu E-mail:
Comunique o erro:
Versão para impressão Enviar para um amigo Comunicar um erro

Outros Índices de 2019:

Veja também: