Siga:

5/3/202003:06:08

Índice CEAGESP recua 2,08% em fevereiro


- Descrição do Índice

Em fevereiro, o setor de frutas apresentou forte queda de 5,85%. As principais reduções ocorreram nos preços do abacate (-67,7%), do maracujá azedo (-43,6%), da pera estrangeira william’s (-23,7%), do figo (-22,7%), do limão taiti (-19,8%) e das goiabas vermelhas e brancas (-15,0%). As principais altas ocorreram com a maçã nacional fuji (14,6%), com o melão amarelo (13,9%), com a manga tommy atkins (9,0%) e com a pera estrangeira d’anjou (7,1%).

O setor de legumes registrou alta de 2,72%. Os principais aumentos de preços ocorreram com o pimentão verde (37,1%), com a ervilha torta (30,2%), com o tomate cereja (27,3%), com a berinjela japonesa (23,6%) e com a cenoura (18,5%). As principais baixas se deram nos preços do pepino japonês (-32,2%), do pepino caipira (-21,8%), do pepino comum (-19,6%), do inhame (-17,1%) e do cará (-16,2%).

O setor de verduras apresentou expressiva alta de 9,29%. As principais altas registradas foram do coentro (46,8%), da couve (36,9%), da erva-doce (32,5%), da rúcula hidropônica (28,6%), do rabanete (28,0%) e do agrião hidropônico (26,6%). As maiores reduções ocorreram nos preços do brócolos ramoso (-13,8%), do milho verde (-7,2%), do moyashi (-5,5%) e do repolho (-5,2%).

O setor de diversos fechou o mês com alta expressiva de 10,42%. Os principais aumentos ficaram por conta dos ovos vermelhos (22,3%), da batata asterix (21,3%), dos ovos brancos (18,5%), do alho nacional (10,2%) e da cebola (9,7%). As principais baixas ocorreram nos preços do amendoim com casca (-6,0%) e do milho de pipoca estrangeiro (-3,2%).

O setor de pescados registrou forte baixa de 5,08%. As principais reduções ocorreram nos preços do camarão ferro (-11,6%), da abrótea (-10,9%), do robalo (-8,8%), da pescada maria mole (-8,3%) e do cação congelado (-8,2%). As principais altas se deram nos preços da betara (12,1%), da cavalinha (8,1%) e da tilápia (6,3%).

- Tendência do Índice

O índice de preços da CEAGESP encerra o mês de fevereiro em queda de 2,08%. Os setores que apresentaram baixas nos preços pesquisados foram os de pescados e de frutas, sendo que este apresentou forte recuo, acumulando baixa de 9,94% nos dois primeiros meses do ano. Os outros setores apresentaram alta, com destaque para os de verduras e diversos, com aumento de 9,29% e 10,42%, respectivamente.

O Índice CEAGESP fechou o mês passado em baixa, influenciada pela redução dos preços nos setores de frutas e pescados. Com previsão dos meteorologistas de continuidade das chuvas para o mês, a tendência é de recuperação dos preços das frutas – que se apresentam com boa qualidade – com consequente alta para o consumidor. Temos, também, a possibilidade de aumento de preços no setor de verduras que já apresenta qualidade inferior devido ao excesso de chuvas.

O volume comercializado no entreposto de São Paulo totalizou 238.102 t ante 247.266 t negociadas em fevereiro de 2019. Decréscimo de 3,7%, com destaque negativo para o setor de frutas que retraiu 6,3% e de pescados que perdeu 11,6% em volume. No acumulado do ano, totalizamos 511.619 t comercializadas ante 520.512 t no mesmo período de 2019, uma variação de -1,7%. Devemos, no entanto, ressalvar que no dia 10 de fevereiro houve alagamento total do ETSP, com perda de parte dos alimentos estocados, sendo que as atividades de comercialização foram retomadas aos poucos a partir do dia 12, o que prejudicou o volume comercializado no mês.


Fevereiro - 2020

CategoriaÍndice %
Geral-2,08
Frutas-5,85
Legumes2,72
Verduras9,29
Diversos*10,42
Pescados-5,08




Enviar para um amigo

Mensagem enviada com sucesso!

Seu Nome:
E-mail do Amigo:

Comunicar um erro

Mensagem enviada com sucesso!

Seu E-mail:
Comunique o erro:
Versão para impressão Enviar para um amigo Comunicar um erro

Outros Índices de 2020:

Veja também: