CEAGESP

Armazenagem Varejo Atacado Apoio ao Produtor Produtos Produtos de A a Z Produtos de Época Comunicação Licitações Preços Compras Concursos Visitas Sustentabilidade Conselho Consultivo Contato Links English Español Acesso à Informação Serviços de Alimentação

 
Produtos de A a Z
Home | Produtos | Produtos de A a Z | MARACUJÁ
MARACUJÁ
Tipo: Frutas

Passiflora
A grande maioria das espécies do gênero Passiflora é brasileira. Elas são conhecidas pelo eufônico nome indígena Maracujá. Os colonos portugueses acreditavam ver nos segmentos das flores do maracujá os diversos objetos que serviram ao martírio de Jesus Cristo, daí o nome: flor da paixão,  Passiflora. Existem mais de 50 espécies e a mais cultivada é a Passiflora edulis Sims, o maracujá azedo.

Originário de regiões tropicais, o maracujá encontra no Brasil condições excelentes ao seu cultivo. É fruto rico em minerais e vitaminas, principalmente A e C, e muito apreciado pela qualidade de seu suco, que apresenta aroma e sabor agradáveis.
É uma cultura com longo período de safra – oito meses no Sudeste, dez no Nordeste e doze meses no Norte do País –, permitindo, por isso um fluxo equilibrado de renda mensal. Esse fator contribui para elevar o padrão de vida de pequenos produtores rurais com plantações conduzidas em base familiar.
Vinte e seis estados do Brasil produzem maracujá e dez deles respondem por 40% do volume de produção, especialmente Bahia,  São Paulo, Minas Gerais, Pará e Espírito Santo.

A norma de classificação do Programa Brasileiro de Melhoria dos Padrões Comerciais e de Embalagens do maracujá azedo foi aprovada consensualmente por produtores de todo o Brasil em maio de 2000. A obediência à norma garante a homogeneidade do lote e a caracterização da qualidade do produto, com medidas mensuráveis.

Embalagem — a qualidade do maracujá é obtida na roça, mas a conservação dessa qualidade exige uma embalagem que ofereça proteção ao produto. Ela deve ser paletizável e pode ser descartável ou retornável. A embalagem descartável deve ser reciclável ou de incinerabilidade limpa. A embalagem retornável deve permitir higienização.
Rótulo — é o certificado de origem do produto e garante sua rastreabilidade. A rotulagem é obrigatória e regulamentada pelo Governo Federal.